Lista de livrarias em que o Dicionário está à venda:

Versão online integral do Dicionário: clique aqui.

Capa, contracapa, ISBN e introdução da 4a Edição da obra (publicada em setembro de 2013): clique aqui.

Aulas de Tradução Jurídica no YouTube: http://www.youtube.com/user/dicionariomarcilio/videos
Mais aulas online de Tradução Jurídica: http://www.authorstream.com/marciliomcastro/

PDF com 20 razões para adquirir o Dicionário (2006): clique aqui.
PDF com Amostra online do Dicionário (1a edição): clique aqui.

Email para contato marciliomcastro@gmail.com
_____

sábado, 19 de outubro de 2013

Textos acadêmicos em Direito e Economia - o que evitar

Muitos estudantes e professores de Direito e Economia – e outras ciências sociais – buscam no Dicionário de Direito, Economia e Contabilidade: Inglês-Português-Inglês termos e expressões para escreverem seus textos acadêmicos em inglês.

Esse esforço é importantíssimo, pois apenas trabalhos escritos na língua inglesa possuem alguma chance de alcançar projeção internacional.

Aproveito este espaço no Blog para chamar atenção para alguns termos, que infelizmente ainda são muito comuns nas universidades brasileiras (e suas versões em inglês): mais-valia (surplus value); neoliberalismo (neoliberalism); imperialismo (imperialism); burguesia (bourgeoisie); países centrais e países periféricos (core countries and periphery countries); emancipatório (emancipatory); fetichismo da mercadoria (commodity fetishism); luta de classes (class struggle).
Para ser respeitado internacionalmente, recomenda-se evitar o uso de tais termos em inglês, pois correspondem a terminologia utilizada apenas pelas arcaicas e esclerosadas elites do pensamento marxista – e outras viúvas do Muro de Berlin.
(Mas se precisar, todos os termos estão em nosso Dicionário, até mesmo “lumpemproletariado”).

Lista com alguns outros termos corriqueiros em textos jurídicos e econômicos com orientação anticapitalista:
midiático; neoliberal; estadunidense; comissão tripartite/participativa; grande capital; grande mídia; especulação; precarização do trabalho; ianque; imperialismo ianque; movimentos sociais; controle social; alteridade; esforço dialético; processo dialético; outridade; materialismo; tabelamento (de preços/juros); dirigismo; autossuficiência/independência econômica; garantismo penal; (criação de) sociedade sem classes; (...) para proteger a indústria nacional;  proibição da dispensa arbitrária; alienação; a culpa é da sociedade; princípio da insignificância; responsabilidade social; redistribuição de renda; coisificação; bolivariano; destruição do capital; destruição do estado-burguês; financiamento público (da indústria nacional, da cultura, de tudo); Mercosul; Alba; Unasul; TV pública; Fórum de São Paulo; é a sociedade que corrompe; empresários opressores e trabalhadores vítimas; o preço do salário não pode ser determinado pela oferta e demanda; as leis da economia não se aplicam ao mercado de trabalho; empresa estatal/município não pode falir; (...) é direito social e não mercadoria; burguês; democracia burguesa; estatizar; direito alternativo; direito achado na rua; proteção contra a automação; Convenção 158 da OIT; fórum social mundial; os males da apropriação privada dos meios de produção; a liberdade aprisiona; dicotomia casa grande x senzala; não aplicação da reserva do possível; proibição do retrocesso social; efeito cliquet; socialização; coletivização; funcionalização; função social (da propriedade, dos contratos, da empresa, e de tudo mais); Direito Civil constitucional; publicização do Direito Privado; gratuidade; serviço público e gratuito; preço justo; grátis; gratuito; sem custos; mercantilização; consumo desenfreado; culto ao dinheiro; heterodoxia/ortodoxia econômica; pedagogia/teologia da libertação; pedagogia do oprimido; opressão, opressão, opressão, e mais opressão; exclusão; vítimas (do capitalismo malvado); quota; Gramsci; Marilena Chaui; cooperativismo; associativismo; espoliação pelo capital; a culpa é dos especuladores/bancos/olhos azuis; economia solidária; lucros abusivo; limitação dos lucros; veias abertas (da América Latina); as Farcs/MST/Al-Qaeda são movimentos sociais legítimos; imposto sobre grandes fortunas; impostos, impostos e mais impostos; cassino financeiro; reforma agrária; terras improdutivas; justiça social; injustiça social; Foucault; Fidel; Cuba; Allende; Palestina; latifúndio; quilombolas; formas/povos/populações tradicionais; cultura popular; bom selvagem; co-culpabilidade; grupos de resistência; dominação/imperialismo cultural; hegemonia cultural norte-americana; proteção da cultura nacional; resistência/luta popular; a liberdade de expressão é importante, mas ...; quebra dos monopólios midiáticos; controle social da mídia; regulação da imprensa.